Imagem reprodução Google

A suspeita, no caso, é sobre quem financiou a defesa de Adélio, que não tinha dinheiro para pagar um advogado

Foi divulgado nesta quarta-feira (03), que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, vai reabrir o caso Adélio Bispo. A informação da reabertura do caso foi feita pelo advogado Frederick Wassef.

Adélio é o autor da facada que o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro sofreu no ano de 2018, durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Segundo o site terrabrasil notícias- Wassef classificou a medida como “uma vitória do Brasil e da democracia”.

De acordo Wassef, todas as evidências coletadas pela Polícia Federal (PF) ao longo dos últimos anos e as novas informações poderão ser usadas na reabertura do caso.

A suspeita, no caso, é sobre quem financiou a defesa de Adélio, que não tinha dinheiro para pagar um advogado.

Conforme a assessoria de Flávio, o advogado Frederick Wassef representa Jair Bolsonaro no caso e vai dar uma coletiva com mais detalhes.

Fonte: Terra Brasil Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui