Foto: Paulo Abreu/ Secom PCPE

Na terça-feira (16) a sala para atendimento às crianças, adolescentes e mulheres foi ativada pela chefia da PCPE

Desde o dia 16 de abril de 2021, a 62ª Delegacia de Polícia, em Gravatá, conta com uma nova sede com instalações mais adequadas para o atendimento à população e para os profissionais que atuam na Polícia Civil.

Na terça-feira (16), o Chefe da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), Nehemias Falcão, participou, de uma visita técnica e ativação da sala de escuta especializada na Delegacia de Gravatá. Fruto de convênio com o Ministério Público do Trabalho (MPT), a salas foi equipada, mobiliada e também recebeu uma brinquedoteca para atender às crianças e adolescentes vítimas de violência ou que estejam acompanhando as mães e familiares durante o atendimento na delegacia. “Criamos esses espaços para que as mulheres, crianças e adolescentes se sintam acolhidos em uma estrutura preparada para recebê-los dentro do que exige a legislação”, disse o Chefe da PCPE. 

Em conformidade com a Lei No 13.431, de 04 de abril de 2017 regulamentada pelo Decreto No 9.603, de 10 de dezembro de 2018. O objetivo é realizar um atendimento adequado às crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência, para que sejam acolhidos e protegidos em ambiente apropriado e atendidos por profissional capacitado, onde terão todos os seus direitos e garantias preservados. 

Durante a ativação do espaço, estiveram presentes os representantes da Polícia Civil de Pernambuco: a diretora da Diretoria Integrada Especializada (DIRESP), Polyanne Farias; o diretor da Diretoria de Administração Geral (DIAG), Mauro Cabral; diretor Integrado do Interior (DINTER 1), Jean Rockfeller; o diretor de Recursos Humanos (DIRH), Benedito Anastácio; a gestora do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), Inalva Regina; o delegado Regional (DESEC – Vitória de Santo Antão), Guilherme Mesquita, a delegada titular Gabrielle Nishida e a secretária da Mulher de Gravatá, Ester Gomes, que na ocasião, também representou o prefeito da cidade, Joselito Gomes.

“Importante iniciativa, mais esse equipamento de caráter social, que tem como objetivo garantir uma Escuta Qualificada a Mulheres e Adolescentes, vítimas dos vários tipos de violência. Mulheres que por vezes, procuram a Delegacia de Polícia, precisando carregar consigo, crianças fragilizadas, marcadas por sofrimentos. Esse espaço pretende trazer   leveza, amparo e acolhimento, tendo como ferramenta seu caráter lúdico. A SECMULHER fica ainda mais feliz pela oportunidade de um trabalho conjunto e que garanta atenção, respeito e seriedade. Parabéns a todas as pessoas envolvidas na realização dessa importante proposta”, destaca a secretária da Mulher de Gravatá, Ester Gomes.

Fotos: Paulo Abreu / Secom PCPE

Reportagem: Rodolfo Lima – com informações da PCPE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui