Polícia Civil-PE- Foto- Arquivo - (Plantao365News)
Polícia Civil-PE- Foto- Arquivo - (Plantao365News)

Conforme a polícia, os criminosos estariam se preparando para tomar uma boca de fumo em gravatá, e que teria uma guerra entre facção

Policiais Civis da 37° CIRC. de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, e Policiais Civis de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, prenderam quatro pessoas suspeitas de tráfico de entorpecentes, na tarde do último sábado (24). Os mesmos foram identificados como Jonas Eugenio dos Santos, 24 anos, Iuri Roberto Brito da Silva, 27 anos, Maelson Antonio da Silva, de 30 anos, e o menor J. V. V. dos S., vulgo (Bibica) de 17 anos, com eles foram apreendidos maconha e crack.

Rádio Livre FM 90.7

De acordo com os policiais da delegacia de Camaragibe, após investigação identificaram um veículo Celta de cor prata, placa (KJR-4609), também foi tomado conhecimento que nesse veículo estaria a pessoa de Iuri que junto com os criminosos do bairro dos Estados estaria organizando para tomar uma “boca de fumo” em Gravatá.

Os policiais passaram a monitorar o tal veículo e como ocorreria a investida, para evitar uma possível guerra entre a facção do Buraco Fundo e Gravatá. A equipe passou a fazer alguns levantamentos na área e definir os pontos em que poderiam ocorrer algum ataque.

Na tarde do sábado (24/7) aproximadamente às 13h55min, policiais civis de Camaragibe montaram campana na quadra do povo, próximo a antiga estação em Gravatá, onde segundo a polícia, foi recebido informações que ocorreria uma entrega de entorpecentes naquele local. Após algum tempo de campana na quadra do povo foi visualizado o veículo, estacionado, em seguida, (Bibica) seguindo em direção ao carro, então a equipe fez a abordagem, e na revista pessoal foi encontrada com o Iuri uma pedra de Crack pesando aproximadamente 200 Gramas.

Segundo os policiais, no veículo estavam Maelson (motorista), Jonas e Iuri. Então, os policiais passaram a conversar com o Bibica, onde teria mais drogas, o mesmo levou a equipe policial até sua residência na rua Quatro de Outubro, bairro Jucá, Gravatá, onde foi encontrado mais maconha, e crack. Em seguida, Bibica levou a equipe para a residência de Pedro, que ao chegar na casa foi perguntado a Pedro se ele tinha entorpecente em sua casa, ele negou. Mas informou que Bibica havia pedido para ele guardar uma caixa de papelão lacrada, que ele deixou na casa de um parente que mora em frente a sua residência, em seguida levou os policiais até a casa entregando a tal caixa, que ao ser aberta foi encontrada mais uma pedra de crack e maconha.

Ainda de acordo com a Polícia, Bibica informou que a droga pertencia ao detento Geisiel que se encontra na penitenciária de Limoeiro, que ele estaria fortalecendo o grupo criminoso, pois tomou conhecimento de uma possível “Guerra”. O menor Bibica relatou, ainda, que trabalha há 3 meses para o Geisiel e que ganhava R$200,00 reais por semana, falando que Iuri cumpriu pena de 6 anos pelo o crime de homicídio e que nesse mesmo dia (sábado) dia da ocorrência, iria distribuir na comunidade do Jucá drogas juntamente com Maelson e Jonas.

Os imputados juntamente com a droga apreendida foram levados à Delegacia onde foram autuados em flagrante por tráfico de entorpecentes.

Sites Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui