Foto: Anderson Souza e Nilson Silva (SECOM)

A exposição será aberta ao público nos dias de carnaval, de 11 a 13 de fevereiro, das 9h às 13h

O Vagão Museu nos permite viajar por diferentes épocas e culturas. Por meio das exposições e acervos, é possível conhecer um pouco mais sobre a história e sobre as diferentes formas de expressão cultural do nosso município e região, com o incentivo da Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer.

Rádio Livre FM 90.7

A exposição deste mês de fevereiro será sobre o centenário Bloco de Carnaval do Zé Pereira, que com seus 116 anos de história anima os foliões e mantém viva uma tradição, além do bloco possuir elementos peculiares únicos em relação aos demais.

Será exposta a famosa Máscara do Zé Pereira que completou 116 anos de história e o stand up, entre fotos antigas e nomes dos primeiros “Zé Pereira”.

O sábado de Zé Pereira é uma tradição gravataense, não se sabe bem ao certo como outras manifestações carnavalescas denominadas “Zé Pereira” influenciaram a criação do Bloco em Gravatá.

Em 1908 surgiu um grupo de senhores da sociedade gravataense que se reuniram em bloco, trajando roupas de gala, para abrir as festividades carnavalescas, em uma brincadeira regada a bebidas e mela-mela de talco.

Com o tempo, os foliões gravataenses passaram a escolher, secretamente, entre eles um integrante que seria fantasiado com uma máscara com barba branca, trajado de preto e apoiado em um cajado, a esse davam o nome de “Zé Pereira”. Essa figura era apresentada aos demais foliões da cidade, que eram estimulados a descobrir “Quem é o Zé Pereira”.

José Eudes, diretor da Estação, destaca a proposta da exposição do centenário do tradicional Bloco de Zé Pereira: O Vagão Museu ele traz como uma proposta mensal o resgate da história da cidade e também a cultura da nossa cidade. Então aqui é um espaço para a cultura e queremos fazer neste período de carnaval, a memória com bloco de resistência de resistência de Gravatá, o Bloco de Zé Pereira. Quando eu falo de resistência é porque são 116 anos de história, onde eles vêem trazendo toda uma tradição, desde os seus bonecos gigantes, uma incógnita de quem é o Zé Pereira. Então tudo isso vem resgatando essa identidade cultural da nossa cidade que é tão forte”.

Confira os horários de funcionamento do Vagão Museu:
Segunda e Quinta: 9h às 17h
Terça e Quarta: Vagão Fechado só funciona o artesanato da Estação
Sexta e Sábado: 9h às 19h
Domingos e Feriados: 9h às 13h
Obs: Carnaval : 11 a 13 de fevereiro: 9h às 13h

Reportagem: Pedro Ferreira
Fotografia: Anderson Souza e Nilson Silva (SECOM)

Sites Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui