Lázaro o serial killer/ Foto: Divulgação

  Já faz 15 dias que a polícia segue na captura do Lázaro, há quem diga que o homem anda com um livro que lhe traz proteção

Conforme a Polícia Civil do DF (PCDF), o foragido Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, teria ligações com rituais satânicos. O elemento Lázaro, vem fugindo das polícias do Distrito Federal e de Goiás há cerca de oito dias, e é considerado um serial killer.

Lázaro que já foi preso em 2007 acusado de estupro e homicidio em cidades da Bahia. Ele, que é também acusado da morte de Cleonice Marques de Andrade, 43 anos, onde segundo informação da polícia, a morte teria ocorrido em um ritual satânico.

O corpo da vítima Cleonice foi localizado no último sábado (12), entre a DF-180 e a BR-070, no local a polícia encontrou mechas de cabelo e uma orelha arrancada próximo ao córrego onde a vítima foi localizada.

Os investigadores encontraram em um dos quartos da casa de onde a mãe de Lázaro morava, região de Girassol-GO, local próximo onde ele está escondido, altares com cachaça, dinheiro, pequenos jarros de barro e pichações nas paredes — onde segundo os agentes, em uma delas estava escrito “Satan”.

Ainda segundo a polícia, o Serial Killer Lázaro estaria andando com uma espécie de livro, que os investigadores consideram ser “místico”, mas conhecido como livro de São Cipriano. Onde segundo reza a lenda, esse livro lhe garantiria “proteção espiritual”.

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás, no entanto, não confirma a informação.

Livro de São Cipriano:

“O Livro de São Cipriano refere-se a diferentes grimórios do século XVII, XVIII e XIX, todos pseudepigraficamente atribuídos a São Cipriano de Antíoqua (que não deve ser confundido com o São Cipriano, bispo de Cartago). De acordo com a lenda popular, São Cipriano teria sido um feiticeiro que se converteu ao cristianismo.

A primeira edição conhecida em português data de 1846, contendo diversos rituais de ocultismo e exorcismo, supostamente magias e “simpatias” (conjurações populares), com múltiplas finalidades, inclusive para o cotidiano.”

Foto: Divulgação

De acordo com a polícia, já faz oito dias que seguem a caçada pelo elemento. Na tarde da última segunda-feira (15), ele raptou uma família com três pessoas, levou para um córrego e camuflou eles com folhas para que os drones e helicópteros não localizassem as vítimas. Mas segundo a polícia, as equipes que estavam a pé visualizaram o local.

Foi então que Lázaro passou a efetuar vários disparos de arma de fogo contra os agentes e conseguiu se evadir do local tomando destino ignorado.

A família foi resgatada com sucesso e sem nenhum ferimento.

Fonte: comunidade.f7 notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui