Imagem Ilustrativa

O acusado tinha várias passagens na polícia por diversos crimes

O homem suspeito de matar a ex-namorada na madrugada da última terça-feira (31) em Divinópolis, Centro-Oeste de Minas Gerais, foi encontrado morto no mesmo dia. O indivíduo identificado como Magdo Haroldo dos Santos, de 44 anos, segundo a Polícia, assassinou a ex-namorada de 36 anos, e a filha dela, de 12 anos.

Segundo a Polícia, na madrugada do dia (31) o homem invadiu a residência da vítima, feriu um adolescente de 15 anos no peito e no braço esquerdo, com uma faca, foi até o quarto da menina, a esfaqueou, depois fez o mesmo com a ex-namorada. Após isso, colocou fogo no imóvel. De acordo com a Polícia, na casa, também estavam mais duas crianças de 3 e 6 anos.

Os três foram resgatados pelos vizinhos antes que as chamas alastrassem.

O adolescente foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e após ser medicado foi liberado. Conforme a Polícia, o corpo do homem foi encontrado pendurado numa corda em um sobrado no almoxarifado da Secretaria Municipal de Assistência Social, que fica no bairro Santa Rosa na mesma cidade.

Equipe da PM estiveram no local onde realizaram o isolamento até a chegada da Polícia Civil, que informou que suspeita que o imputado tenha tirado a própria vida.

O corpo da menina foi encontrado no quarto que dormia, carbonizado. Já a mãe da garota estava no fundo da casa. Ela chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), com 50% do corpo queimado e levada para o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), mas não resistiu vindo a óbito no hospital.

A Polícia informou que o homem tem passagens por diversos crimes, tipo: furto, roubo, lesão corporal, e tentativa de homicídio. Ainda segundo a Polícia, o autor após tirar a vida da mulher e da criança, fugiu se escondendo na casa de um amigo, o qual foi preso pelo crime de favorecimento pessoal.

Ainda conforme a Polícia Civil, a mulher tinha uma medida protetiva contra o ex-namorado. Ele publicou nas redes sociais fotos da mãe e filha dizendo: “descanse em paz Edanya Julielly e Maria Luiza porque eu vou ti botar (com o ícone do fogo)”. Mas, a mensagem foi apagada. A Polícia disse que ainda não sabe se a postagem foi feita antes ou após a prática do crime.

As duas crianças estão bem e sob cuidados de familiares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui