Gravatá-Bebê de 9 dias possa ter sido mordido por algum tipo de roedores -diz laudo médico - Foto: Reprodução/ WhatsApp

A mãe da criança em depoimento disse que achava que foi rato, pois ela não sabia dizer o que teria acontecido com o filho

Nesta quinta-feira (25), a Delegacia da 62ª Circunscrição de Polícia Civil de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, recebeu o laudo médico do IML da cidade de Palmares, na Mata Sul do estado. Conforme a Polícia, no laudo o médico diz que, parecia ser mordida de roedor, (Rato), o qual pode comprovar que a mãe do bebê havia falado em depoimento.

De início, a senhora Maria Edivania da Silva Pereira, de 24 anos, e José Carlos da Silva, 30 anos, quais são os pais da criança, estavam sendo acusados de terem sido os agressores da bebê de 9 dias de nascido.

Populares ficaram revoltados e quiseram colocar fogo na casa do casal, que fica na rua Irene Gomes Cardoso, no Bairro Novo, no mesmo município. Informações de que a casa foi  invadida e, teve quase tudo quebrado dentro.

Reprodução WhatsApp

A mulher, mãe da criança, chegou a ser agredida, ficando com ferimento na cabeça, e no rosto, já o esposo dela, foi detido por populares com uma bolsa de costa, onde segundo populares ele estava querendo fugir.

Muitas pessoas ficaram revoltadas por conta que o delegado não atuou o casal em flagrante delito. No dia da ocorrência, o Delegado falou que não iria autuá-los até comprovação do laudo do IML. Na data de hoje a Delegacia recebeu o laudo, onde o médico relata que  parecia ter sido algum tipo de roedor, (Rato). Só que isso não exime a culpa da mãe.

Segundo a Polícia, o casal realmente pode não ser acusados de agressões, mas que isso não exime a culpa da mãe. Pois, como pode a mãe não ouvir a criança chorando, ela não fala, mas chora, se o rato mordeu o menino, possivelmente ele chorou, e muito, no caso, onde ela estava que não viu isso, ou seja, não ouviu a criança chorar.

Nossa equipe recebeu informações que a criança se encontra internada, pois o medico descobriu que ela estar com infecção sanguínea, possivelmente decorrente essas mordidas.

O caso continua em investigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui