Delegacia de Gravatá: Imagem/ (plantao365News)
Delegacia de Gravatá: Imagem/ (plantao365News)

O advogado só percebeu quando solicitou um procedimento cirúrgico

De acordo com o advogado de 31 anos, no dia 06 de agosto deste ano, por volta das 09h00, fez um plano de saúde em uma empresa de assistência médica, localizada no centro de Gravatá, Agreste de Pernambuco.

Rádio Livre FM 90.7

Conforme o advogado, uma pessoa que trabalha na empresa, teria informado dados falsos no ato de contrato do plano de assistência à saúde naquela data.

Segundo o Dr, só foi possível perceber, quando fez uma solicitação de procedimento cirúrgico em março deste ano, e foi informado que não teria direito.

Ainda segundo o advogado, vendo que o pedido se baseia em uma tentativa de estelionato praticado pela pessoa, a qual realizou os procedimentos, compareceu à delegacia com o requerimento, e registrou uma ocorrência contra a mesma.

O caso será encaminhado ao ministério público, que deverá chamar as partes para uma audiência. 

Sites Parceiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui